Programação

MAR na Academia | Convergências entre arte e ciência: criação e educação

19 de julho de 2017 | 14h às 17h
No mês de julho a Escola do Olhar dá continuidade às discussões iniciadas no curso Mulheres, arte e ciência com uma série de encontros que tem como questão principal as convergências entre esses dois campos tangenciadas pela educação. O seminário Convergências entre arte e ciência promove, a cada encontro, o diálogo entre um artista e um cientista que serão provocados a pensar nas relações, proximidades e distanciamentos de suas pesquisas com o território da educação. O programa destinado a professores, educadores, artistas e pesquisadores da arte, ciência e educação constitui a primeira agenda colaborativa desenvolvida entre o Museu de Arte do Rio e o Museu de Amanhã.

Conferencistas
Beá Meira (mediação)

Nasceu em São Paulo, formada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, FAU - USP. É atuante no disputado campo da educação, e é cada dia mais interessada na diversidade cultural do Brasil e acredita no poder da arte em transformar a sociedade. No final da década de 90, inspirada pelo lançamento dos Parâmetros Curriculares Nacionais, escreveu um método de ensino de artes para o Ensino Fundamental II, que foi publicado pela Editora Scipione, em 2006, o Radix Arte. Em 2010, foi convidada a colaborar com a Universidade das Quebradas, um curso de Extensão da UFRJ coordenado por Heloisa Buarque de Holanda e Numa Ciro, voltado para os artistas da periferia. Desde então, participa como professora, coordenadora e artista gráfica, em projetos que visam transformar a relação entre centro e periferia na cidade do Rio de Janeiro. Nos últimos anos trabalhou na concepção de um livro voltado para disciplina de arte no Ensino Médio, lançado em 2015; Arte do rupestre ao remix e em uma nova coleção para o Ensino Fundamental II; Projeto Mosaico (na versão aprovada pelo PNLD para escola pública) e Projeto Arte (na versão para escolas privadas) em parceria com Silvia Soter, Rafael Presto e Ricardo Elia, publicadas em 2016, pela Somos Educação.

Eduardo Kac (Chicago, EUA)  
Eduardo Kac é internacionalmente reconhecido por seu trabalho inovador em arte contemporânea e poesia. No início da década de 1980, Kac criou obras digitais, holográficas e online que anteciparam a cultura global em que vivemos hoje, composta de informações em constante fluxo e transformação. Em 1997 o artista cunhou o termo "Bio Arte", iniciando o desenvolvimento desta nova forma de arte com obras como sua coelha transgênica GFP Bunny (2000) e História Natural do Enigma (2009), que ganhou o Golden Nica Award, o prêmio mais importante no campo de mídia-arte. Em 2017, Kac criou o Telescópio Interior, uma obra concebida para gravidade zero, e realizada na Estação Espacial Internacional com a colaboração do astronauta francês Thomas Pesquet. Suas obras fazem parte de coleções como Victoria & Albert Museum, Londres; Museu de Arte Moderna de Valência-IVAM, Espanha; Museu ZKM, de Karlsruhe, Alemanha;  Museu de Arte Contemporânea de São Paulo; e Museu de Arte do Rio de Janeiro, entre outros.

Steven Rehen (RJ)
Neurocientista brasileiro, especializado em pesquisas com células-tronco. Diretor de pesquisa do Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) e professor titular do Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ. Também é Membro do Comitê Científico do Museu do Amanhã, Membro do Conselho Científico do Instituto Serrapilheira, Membro da Câmara Técnica para Terapias Avançadas da ANVISA, Embaixador ASAPbio, Chair do Comitê Brasileiro da Pew Charitable Trust Latin American Program in the Biomedical Sciences, Membro da Academia de Ciências da América Latina e Membro Afiliado da Academia de Ciências do Mundo em Desenvolvimento (TWAS).

Local: Escola do Olhar | auditório

Inscreva-se aqui.
::
Informamos que o preenchimento do formulário não garante a sua vaga. A pré-inscrição apenas garante preferência na entrada das 13h às 13h45, respeitando ordem de chegada e sujeita a lotação do espaço (100 lugares). A fila para pré-inscritos iniciará às 12h40 e a identificação do público ocorrerá na recepção da Escola do Olhar, sendo necessária apresentação de documento com foto. Haverá lista de espera, das 13h45 às 14h, caso a sala não esteja lotada, respeitando o limite de lugares.