Programação

MAR na Academia | Curso Mulheres, Artes e Ciência

29 de junho de 2017 | 15h às 18h
Tendo como ponto de partida as exposições Lugares do delírio e Dja Guatá Porã | Rio de Janeiro indígena, o curso “Mulheres, Arte e Ciência” dedica-se a investigar a contribuição das mulheres nos campos político, acadêmico, científico, cultural e artístico no decorrer do século XX, questão indissociável da formação da nossa modernidade. O objetivo é apresentar um panorama diversificado do pensamento contemporâneo partindo de figuras ou questões emblemáticas relacionadas ao tema.

Diálogos sobre Estação Mulheres – Dja Guata Porã (Estação Mulheres)
Eliane Potiguara

Eliane Potiguara foi indicada em 2005 ao Projeto Internacional "Mil Mulheres ao Prêmio Nobel da Paz", é escritora, poeta, professora, formada em Letras (Português-Literatura) e Educação, ascendência indígena Potiguara, brasileira, fundadora do GRUMIN / Grupo Mulher-Educação Indígena. Membro do Inbrapi, Nearin, Comitê Intertribal, Ashoka (empreendedores sociais), Associação pela Paz, Cônsul de Poetas Del Mundo. Trabalhou pela Declaração Universal dos Direitos Indígenas na ONU em Genebra. Ganhou o Prêmio do PEN CLUB da Inglaterra e do Fundo Livre de Expressão, USA.

Zahy Guajajara
Zahy Guajajara, nascida em 1989 na Aldeia Colônia(Maranhão), dos povos Tenetehara-Guajajara, filha caçula de Euzira Guajajara, uma das mais respeitadas Pajés da reserva indígena Cana Brava. A língua nativa de Zahy é o tupi-guarani. Durante 4 anos viveu na ocupação cultural do antigo Museu do Indio (Aldeia Maracanã - AM) onde mobilizou um abraço coletivo ao redor da Aldeia Maracanã. Atuou em filmes sobre a Aldeia Maracanã, foi palestrante de várias mesas enfatizando sempre a resistência pelos direitos indígenas. Em outubro 2015 seguiu para Palmas (TO) para fotografar os Jogos Mundiais Indígenas e cursar o PDC (Permaculture Design Course) voltado às questões Indígenas, e tem estudado tecnologias ambientais para ajudar seu povo. Zahy é co-fundadora do Instituto Nós de Permacultura, com a qual produziu o JECI na aldeia, Maricá-RJ. Em 2016 ela protagonizou o média metragem português “Na Sociedade da Natureza” do Diretor Pedro Neves Marques, conscientizando sobre a questão da sustentabilidade dos solos. Em 2017 estreou com atriz na mini serie "Dois Irmãos" da TV Globo, dirigida por Luiz Fernando Carvalho.

Clarissa Diniz (mediação)
Clarissa Diniz (Recife, 1985. Atualmente, reside no Rio de Janeiro). Crítica de arte e curadora. Gerente de conteúdo do Museu de Arte do Rio - MAR desde 2013. Graduada em Lic. Ed. Artística/Artes Plásticas pela Universidade Federal de Pernambuco, UFPE e mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Entre 2006 e 2015, foi editora da Tatuí, revista de crítica de arte. Publicou os livros Crachá – aspectos da legitimação artística (Recife: Massangana, 2008), Gilberto Freyre (Rio de Janeiro: Coleção Pensamento Crítico, Funarte, 2010) – em coautoria com Gleyce Heitor –; Montez Magno (Recife: Grupo Paés, 2010), em coautoria com Paulo Herkenhoff e Luiz Carlos Monteiro; e Crítica de arte em Pernambuco: escritos do século XX (coautoria com Gleyce Heitor e Paulo Marcondes Soares. Rio de Janeiro: Azougue, 2012). De curadorias desenvolvidas, destacam-se Do Valongo à Favela: imaginário e periferia (cocuradoria com Rafael Cardoso, Museu de Arte do Rio - MAR, 2014) e Museu do Homem do Nordeste (Museu de Arte do Rio - MAR, 2014). De projetos anteriores que têm relação com a questão indígena, destacam-se Macunaíma Colorau (Recife, 2009) e a exposição Todo mundo é, exceto quem não é - 13a edição da Bienal Naifs do Brasil (SESC Piracicaba, 2016). É curadora da exposição Dja Guata Porã | Rio de Janeiro indígena (cocuradoria com José Ribamar Bessa, Sandra Benites e Pablo Lafuente), que tem como foco a história do Rio de Janeiro pela perspectiva indígena, atualmente em cartaz no Museu de Arte do Rio - MAR.

Local: Escola do Olhar | auditório

Inscreva-se aqui.
:: 
100 vagas disponibilizadas no dia das palestras; a distribuição sendo por ordem de chegada 30 minutos prévios à cada palestra, e condicionais a inscrição prévia no formulário.