Imprensa

Chamada para submissão de comunicações | VI Jornada de Educação e Relações Étnico-Raciais do MAR

Museu de Arte do Rio - Escola do Olhar
27 a 29 de novembro de 2018
 

O Museu de Arte do Rio convida professores e educadores a enviarem propostas de comunicação para a VI Jornada de Educação e Relações Étnico-raciais do Museu de Arte do Rio, que acontecerá entre os dias 27, 28 e 29 de novembro de 2018, na Escola do Olhar.

As inscrições estão abertas de 11 de outubro a 11 de novembro de 2018 e serão feitas exclusivamente por email. Os candidatos devem enviar resumo com até 6000 caracteres com espaço, em formato PDF, como anexo,  para o endereço jornada@museudeartedorio.org.br. Os candidato receberão, em resposta ao seu email, o link para o preenchimento on line do formulário de inscrição. O preenchimento do formulário é necessário à validação da inscrição.

Serão aceitos para submissão resumos de pesquisas acadêmicas ou projetos educativos e pedagógicos, desenvolvidos por professores e/ou educadores de qualquer região do Brasil ou de outros países, em espaços de educação escolares ou não escolares, que abordem a temática educação e relações étnico-raciais e/ou ensino de história da África.

Os projetos podem estar em desenvolvimento ou já finalizados, podem ser representados por um autor ou  por coletivos, sendo apenas um dos membros responsável pelo projeto no ato da  inscrição. No caso de múltiplos autores e em co autoria, ao menos um dos autores deve estar presente na data e horário definidos na programação para realizar a comunicação oral.

Serão selecionados até 18 (dezoito) resumos a serem apresentados nas mesas de comunicação. Os resumos serão selecionados por comissão constituída para este fim, formada por membros da equipe do Museu de Arte do Rio.

Os selecionados deverão apresentar seus trabalhos oralmente, em até 30 minutos, e poderão utilizar recursos de apresentação multimídia para suas apresentações. Haverá um computador conectado a um projetor disponível para este fim. As apresentações devem ser trazidas em pen drive.

A lista dos selecionados será divulgada por e-mail e por meio das redes sociais do Museu de Arte do Rio, no dia 16 de novembro de 2018;

Os resumos das comunicações selecionados serão incluídos em uma publicação em formato digital, a ser editada posteriormente, que contará também com artigos dos professores e pesquisadores envolvidos na Jornada, bem como registros e materiais produzidos durante os laboratórios. 

Será emitido certificado de apresentação para os selecionados que comparecem, compartilhando suas experiências e pesquisas no dia e horário determinado pela comissão de seleção. Serão emitidos certificados para ouvintes apenas para os inscritos no curso.

Sobre a Jornada

Desde a sua primeira edição a Jornada de Educação e Relações Étnico-Raciais do Museu de Arte do Rio tem sido um espaço de compartilhamento de experiências entre profissionais e estudantes comprometidos com práticas artísticas e educativas que visam colaborar com a constituição de uma sociedade democrática, inclusiva, plural e anti-racista no Brasil.

Integrante do Programa de Formação permanente de professores da Escola do Olhar, a Jornada de Educação e Relações Étnico-Raciais chega a sua sexta edição com novo formato. Integrada por curso, mesas de comunicações abertas a professores e educadores, além de laboratórios de criação realizados em parceria com o Núcleo de Cultura e Participação do Instituto Tomie Ohtake, a jornada está aberta a professores e a educadores em geral. 

Entre as novidades está ainda a edição de uma publicação digital, contendo os resumos expandidos das comunicações selecionadas, textos referentes às aulas ministradas no curso, documentos e outros conteúdos produzidos durante os laboratórios de criação pautados pelas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, com base nas Leis nº 10.639/03-MEC (2003) e 11.645/08-MEC (2008).

Tendo como eixos temáticos as questões trazidas pelas exposições “Rio do samba: resistência e invenção” (Museu de Arte do Rio), e “Histórias Afro-Atlânticas” (Instituto Tomie Ohtake) as atividades apostam na interface entre arte contemporânea e educação como instrumento fundamental para a construção de processos educacionais transformadores nos ambientes escolares e não escolares; e ainda na potência dos espaços culturais como fontes de pesquisa e reflexão.

Izabela Pucu
 
Coordenadora de Educação
 
Museu de Arte do Rio - Escola do Olhar
 

 

CRONOGRAMA GERAL

Inscrições para comunicações, curso, laboratórios e ouvintes

11/10 a 11/11/18

Resultado das comunicações

16/11/18

Publicação da programação das comunicações e lista de inscritos

19/11/18